quinta-feira, março 02, 2006

Devaneios VII

Saio de casa e olho para o céu,
está limpo, azul, Sol brilhante e quente.

Penso em como estarás aí tão longe de mim.

Sentirás falta dos meus carinhos?



Hoje não me apetece pensar em ti.
Apetece-me pensar só e somente em mim.

Vou sair para a rua e apanhar o fresco do vento,

o quente do Sol,

os risos das crianças,

os olhares dos homens,

os rostos desfocados das mulheres,

os pássaros que voam por cima de mim,

os cães que andam sem rumo...


Hoje vou viver para mim e pôr-me bonita para mim.

Hoje só eu importo! Eu.


Até amanhã, quando o Sol nascer estarei lá outra vez. (senão me perder)

3 comentários:

pipa disse...

se não for muito incómodo gostaria que te desses ao trabalho de me explicar como é que se pensa só em nós mesmos...todos os momentos consigo pensar em toda a gente, toda a gente me vem à cabeça menos eu...
deve ser dificil...deve ser preciso fazer muito exercicio ;) parabens por sere suma mulher tão forte =) beijo

nika_liu disse...

De certeza que a tua tia te vai saber explicar bem tudo isso! Não é muito dificil, basta pensares no que queres da vida, no que podes melhorar em ti pra te tornares numa pessoa melhor com as tuas convicções e ideais! o dificil mesmo será chegares a alguma conclusão, porque axo que o ser humano nunca deixa de pensar no seu interior numa busca continua de uma identidade própria e uma paz libertadora! Desculpa abusar do teu blog claudita! Esses momentos que tiramos para nos mimarmos são realmente os melhores! Beijocas pras duas

Clau disse...

Podes crer Lu! E abusa sempre que te apetecer!

Este "texto" não é sobre mim nem o que sentia quando o escrevi, simplesmente foi uma ideia. Estava a ouvir o novo cd da Madonna, e houve uma música que me despertou a atenção.
Acho que me vou dedicar a escrever um livro sobre a história de uma mulher... :D