segunda-feira, dezembro 26, 2005

Um espírito diferente

Este Natal não tive um grande espírito natalício como tenho sempre em todos os Natais que vivi até hoje. Não sei explicar o porquê da ausência de tão forte sentimento, só sei que não senti. Não enfeitei a minha casa, não montei a Árvore de Natal, não coloquei a coroa na porta, não coloquei as luzes nas minhas varandas e nem música de Natal se ouviu na minha casa, só a que passava na televisão ou na rádio. Uma autêntica ausência que só senti duas vezes na minha vida.

Estranhei esse facto e ainda o estranho, pois não é normal em mim que tal aconteça. Sou uma autêntica fanática pelo Natal, por tudo o que se faz e se vive nesta altura. A única coisa que me apetecia era estar com a minha família o maior tempo possível, e com os meus amigos. E assim estive o mais que pude. Na noite de 24 estive em família e foi bastante engraçado. O que mais me alegrou foi ver a reação aos presentes que ofereci feitos por mim. Esse era para mim o momento mais importante da noite, ver se gostavam do que fix para eles com tanto amor. E tive a recompensa que mais queria, o sorriso, o brilho nos olhos, os abraços fortes e um obrigado tão sentido que quase não cabia dentro da sala.

O meu espirito este Natal foi somente este, dar do fundo do meu coração o que sinto e o que eles gostam. Foi um excelente Natal de 2005.

4 comentários:

Analog Girl disse...

Nem sempre o espírito do Natal corresponde às nossas expectativas. Este ano julguei que não o ia ter e afinal acabou por aparecer, um pouco atrasado, mas esteva presente. É provável que tivesses com expectativas um pouco altas, e por isso pareceu-te que não veio, mas cada vez mais acredito que este vem sempre, porque nunca te sentiste triste, apenas um pouquinho incompleta...

Clau disse...

Sim, é verdade. Mas sabes, acho que no fundo veio, mas de forma diferente daquela que eu estava à espera. Sinto-me feliz e que aproveitei, mas de forma diferente.

nika_liu disse...

Desde à alguns anos que não encontrava o Natal!Mas este ano não foi assim e ele estava lá outra vez! Embora eu saiba q o Natal n volta a ser o mesmo q conheci em criança já consegui encontrar um caminho diferente para encontrar a felicidade que eu tinha durante esta época! E é nos meus sobrinhos que encontro toda a alegria e mais alguma e são eles que me fazem olhar para o futuro com um sorriso! Beijoca e aproveita ao máximo!

Clau disse...

Eu também sinto um pouco isso Lu, é através dos nossos sobrinhos que revivemos um pouco a nossa própria infância (apesar de ser um pouco diferente).